RONDÔNIA

Grupo varejista fundado em 1975, que cresceu com Vilhena e foi abalado por incêndio devastador, fecha última loja na cidade.
Pato Branco idealizou frigorífico e ergueu único shopping do Cone Sul.




Pato Branco Unidade Centro de Vilhena

Fechou as portas nesta quinta-feira, 03, a última unidade dos Supermercados Pato Branco, grupo varejista que chegou a dominar Vilhena até poucos anos atrás, com três filiais e um shopping center, o primeiro a ser instalado no Cone Sul de Rondônia.
 
A loja derradeira, que funcionava no centro da cidade, a poucos metros de onde havia começado a saga do grupo empresarial,  amanheceu sem prateleiras e mercadorias. O FOLHA DO SUL ON LINE chegou a reproduzir uma reportagem da prestigiada revista “Pequenas Empresas Grandes Negócios”, que publicou a história de luta das três famílias que controlavam o negócio, cujo início, num acanhado barraco de madeira, se deu em 1975, quando Vilhena nem município era ainda (LEMBRE AQUI).
 
Apesar do arrojo dos pioneiros sulistas, que chegaram a idealizar um frigorífico (que se chamaria “Novo Estado”), o mesmo onde hoje funciona o gigante JBS Friboi, um episódio contribuiu para dar início às dificuldades que passaram a ser enfrentadas pelo conglomerado varejista: em abril de 2015, o shopping que era a principal unidade da rede foi consumido por um grande incêndio (LEMBRE AQUI).
 
O fim deste ciclo empresarial entristece quem acompanhou de perto o trabalho das famílias Dalla Vechia, Bagattini e Signor, caso do ex-bancário Gervásio Santana Leal, que chegou à cidade seis anos após a fundação do Pato Branco: “é triste ver um local que foi referência comercial, por onde desfilaram várias gerações de vilhenenses, fechar as portas. Mas, enfim, são novos tempos, novas formas de comercialização, e temos que nos adequar ao momento atual. Para mim, ficarão as lembranças dos bons tempos”.

O FOLHA DO SUL constatou que o site da empresa não está mais no ar, mas nenhuma nota oficial foi emitida para comunicar a paralisação das atividades.



Fale conosco ou participe do nosso grupo do WhatsApp

Participe do nosso grupo e canal do Telegram




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM






RONDÔNIA  |   13/01/2021 17h06