JUSTIÇA

Homenageados por conduta exemplar: Guardas humilhados por desembargador recebem medalha.
Os guardas municipais Cícero Hilário e Roberto Guilhermino receberam a homenagem da prefeitura de Santos, por terem uma conduta exemplar durante a abordagem realizada no sábado ao desembargador Eduardo Siqueira.




Cícero Hilário e Roberto Guilhermino

Da cidade de Santos, litoral paulista, está vindo uma pequena prova que as coisas podem estar mudando em nosso país.

Os dois guardas municipais  Cícero Hilário, de 36 anos, e Roberto Guilhermino, de 41, que haviam sido desrespeitados no cumprimento do seu dever no sábado pelo desembargador Eduardo Siqueira, foram homenageados pelo prefeito da cidade, Paulo Alexandre Barbosa (PSDB), na tarde deste segunda-feira (20), e receberam medalhas por conduta exemplar.

Segundo a prefeitura, a ação foi realizada em reconhecimento aos serviços prestados pelos guardas à sociedade. A homenagem aconteceu no Salão Nobre do Palácio José Bonifácio, com número restrito de pessoas, devido ao Covid-19.

O prefeito reiterou o agradecimento e apoio à conduta dos guardas municipais e que foi carregada de emoção dos familiares. O Secretário de Segurança Pública do município, Sérgio Del Bel, citado pelo desembargador na abordagem no sábado, também participou do evento.

“Fico muito contente pelo reconhecimento ao nosso trabalho. Essa medalha se estende a todos os membros da corporação da Guarda Municipal e para todas as guardas do Brasil. Eu tenho muito orgulho de fazer parte dessa corporação e esse reconhecimento tá sendo muito gratificante”, disse o guarda municipal Cíce Hilário em entrevista à TV Tribuna.

O guarda municipal Guilhermino destacou a importância de se manter sempre tranquilo ao conduzir uma abordagem. “Foi um momento delicado, uma abordagem que a gente se deparou com um cidadão com bastante hostilidade, mas mantemos a calma. É um trabalho de uma vida, eu estou há 18 anos na corporação. O Hilário há nove anos, quase completando 10, então temos que manter nossa conduta. Eu estava fazendo as imagens, mas tinha certeza que o Hilário conduziria a ocorrência da forma que conduziu”, relatou o GCM.

Os guardas dizem que além de colegas de profissão, são grandes amigos, e que estão muito felizes por terem recebido juntos a medalha. A homenagem também foi acompanhada pelo comanda da Guarda Municipal.

Entenda o caso

A guarda municipal estava fazendo uma força-tarefa no sábado (18), quando abardou o desembargador, conforme aparece nas imagens divulgadas na internet, entretanto a multa foi aplicada após o mesmo se recusar a colocar a máscara.

Então após a total recusa, a multa foi aplicada no valor de R$ 100,00. “Trata-se de um caso de reincidência: o mesmo cidadão já foi multado em outra data por cometer a mesma infração”, informou o município.

O desembargador ainda conforme a imagens, ligou para o secretário de Segurança de Santos, Sérgio Del Bel. Entretanto o secretário “deu total apoio à equipe que fez a abordagem e a multa foi lavrada na tarde desse sábado (18)”. Após a entrega da multa, o desembargador rasgou o papel e jogou no chão, conforme mostra o vídeo. Como Siqueira ainda jogou lixo no chão, ganhou mais uma multa de R$ 150,00, conforme a Lei Cidade sem Lixo.

O desembargador Siqueira se manifestou em nota afirmando que o vídeo é verdadeiro, mas que mantém seu posicionamento que decreto não é lei e que, por isso, entende não ser obrigado a usar máscara.

Siqueira ainda afirma ser vítima de perseguição pela Guarda Civil Municipal, por não ser o primeiro incidente que aconteceu. “Infelizmente, perseguido desde então, ontem, acabei sendo vítima de uma verdadeira armação”, completa.



Galeria de Fotos:





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM






JUSTIÇA  |  02/08/2020 - 15h