TECNOLOGIA

Após ser banido por Amazon, Apple e Google, Parler promete voltar.
Fundada em 2018, a plataforma Parler se classifica como uma rede social com “liberdade de expressão”.



Após a plataforma Parler, utilizada por apoiadores de Donald Trump, ter o app removido por Apple, Google e Amazon, o CEO do Parler, John Matze, nesta segunda-feira (11/1) garantiu que irá voltar a funcionar. O banimento da plataforma se deu devido às ações movidas pelas empresas Big Tech contra a rede social.

“Existe a possibilidade de o Parler ficar indisponível na internet por até uma semana enquanto reconstruímos do zero”, disse. “Nos preparamos para eventos como este nunca contando com a infraestrutura proprietária da Amazon e construindo produtos bare metal”.

O Google foi o primeiro a remover a plataforma Parler de sua loja de apps para Android. Em seguida, a Apple resolveu alertar a plataforma Parler que iria remover o aplicativo caso não mudasse suas diretrizes em 24 horas. Por fim, o aplicativo Perler na manhã desta segunda-feira (11/1) já não se encontrava disponível nas duas plataformas.

“Atualmente este app não está disponível no seu país ou região”, diz a App Store. Já a Google Play Store brasileira, por sua vez, emite o aviso “o URL solicitado não foi encontrado no servidor”. Logo em seguida veia a ação da Amazon. “Nas últimas semanas, relatamos 98 exemplos ao Parler de postagens que claramente encorajam e incitam a violência”, diz a notificação da Amazon à rede social.

Fundada em 2018, a plataforma Parler se classifica como uma rede social com “liberdade de expressão”.

...Via Terça Livre.

 



Fale conosco ou participe do nosso grupo do WhatsApp

Participe do nosso grupo e canal do Telegram




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



TECNOLOGIA  |   19/01/2021 16h56





TECNOLOGIA  |   18/01/2021 11h21


TECNOLOGIA  |   18/01/2021 08h49